Menu

Nelson d’Aires

NELSON D’AIRES

Nasceu no concelho de Vila do Conde, em 1975.
Formado na área da construção civil, abandona a actividade em 2005. Em 2006, estabelece-se como fotógrafo independente e desde então dedica-se a explorar o território da fotografia documental. No mesmo ano vence o prémio Novo Talento Fotografia FNAC com a série “Contra-Fogo” (2005) e é convidado a integrar o colectivo Kameraphoto, onde se manteve até ao seu final (2014) a desenvolver projectos colectivos (exposições e livros) onde se destacam: “Um Diário da República” (2010/2012), “A State of Affairs”(2009) e “Kameraphoto no MNAA” (2014), o último trabalho do colectivo desenvolvido na “MNAA – Olhares Contemporâneos, Residência da Fundação EDP no Museu Nacional de Arte Antiga”.
“Erosão” (2013) é o seu primeiro livro individual, que trata alguns assuntos da sociedade portuguesa relativos ao ano de 2012, provocados pelo Programa de Assistência Financeira União Europeia/FMI.
No período de 2009 a 2012, colaborou como fotojornalista com alguns títulos da imprensa portuguesa e internacional. Ao longo desses anos os seus trabalhos foram premiados, destaca-se em 2011 o Prémio Internacional de Fotojornalismo Estação Imagem/Mora, com a reportagem “Leandro”.
“Solar” (2017) é o seu último livro individual e que pertence ao projecto “Viagens Na Minha Terra”, desenvolvido em parceria com Augusto Brázio. O projecto “Viagens Na Minha Terra”, invoca os valores criativos do romance de Almeida de Garret, para produzir, a partir de viagens feitas no território de Portugal, documentos fotográficos, através de uma mistura de estilos e de géneros, pelo cruzamento de uma linguagem ora clássica ou contemporânea; ora erudita ou popular; ora jornalística ou conceptual.
Está representado em colecções de fotografia, como BESart e Fundação EDP.

https://www.nelsondaires.pt

SOLAR

Nelson d'Aires

em Oliveira do Bairro

SOLAR é um ensaio fotográfico realizado e por Nelson d’Aires no concelho de Oliveira do Bairro durante algumas viagens nos meses de Maio, Junho e Agosto de 2017, onde o autor colocou-se à experiência de ver a paisagem e as pessoas que na estrada encontrou, num concelho com um solo rico em barro e cal que fomentou a criação de uma forte indústria cerâmica e construções feitas com adobe, actualmente vencidas pelas diversas influências da emigração e que que chegou a ser extinto mas que se volta a constituir passado três anos no final do séc. XIX.

Ir para SOLAR

"SOLAR", Nelson d'Aires. Oliveira do Bairro, 2017.
"SOLAR", Nelson d'Aires. Oliveira do Bairro, 2017.
"SOLAR", Nelson d'Aires. Oliveira do Bairro, 2017.
"SOLAR", Nelson d'Aires. Oliveira do Bairro, 2017.

SOPÉ

Augusto Brázio & Nelson d'Aires

em Torres Novas

“Sopé” advém das experiências errantes de dois fotógrafos no concelho de Torres Novas. As suas fotografias documentam de forma pessoal o contacto directo com a paisagem e os torrejanos que encontraram. “Sopé” inaugura o projecto "Viagens da Minha Terra".

Ir para SOPÉ

"Sopé", capa de Augusto Brázio, Torres Novas, 2015.
"Sopé", capa de Augusto Brázio, Torres Novas, 2015.
"Sopé", capa de Nelson d'Aires, Torres Novas, 2015.
"Sopé", capa de Nelson d'Aires, Torres Novas, 2015.
"Sopé". Augusto Brázio, Torres Novas, 2015.
"Sopé". Augusto Brázio, Torres Novas, 2015.
"Sopé". Nelson d'Aires, Torres Novas, 2015.
"Sopé". Nelson d'Aires, Torres Novas, 2015.
Partilhar

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!